Os 20 anos do Le Peuple de l’Herbe

PEUPLE-DE-LHERBE

Eu conheci o Le Peuple de l’Herbe, se não me engano, em 2001. O grupo, inicialmente um duo (os DJs Pee e Stani), havia surgido em 97, em Lyon, com uma proposta de fazer um mix de reggae, dub, hip-hop e eletrônica (especialmente o drum’n’bass). No final dos anos 90, aquela mistura de gêneros começava fortemente a se destacar, justamente porque o mundo tornava-se mais e mais globalizado.

O Le Peuple continua a fazer um som que transita por vários gêneros, embora muita coisa tenha mudado desde que eles surgiram. Stani, por exemplo, deixou o grupo em 2005. Ao longo dos anos, mais e mais gente foi se integrando ao grupo (que hoje pode ser chamado de coletivo), sendo a mais nova “aquisição” o rapper americano Oddateee. Com isso, a sonzeira dos caras ficou um pouco mais pesada.

Há 20 anos na estrada, o Le Peuple de l’Herbe tem oito discos lançados, sendo o mais recente deles Stay Tuned, que teve lançamento em maio de 2017. Além dos álbuns, eles produziram uma porção de singles e LPs de remixes.

Uma curiosidade: o nome da banda faz alusão à maconha. Em 1997, quando eles apareceram, muitos países europeus começavam a falar sobre descriminalização da maconha. Aliás, o logo do Le Peuple é um cachorro com uma folha de cannabis na boca.

Você ouve Parler de fracas, do disco A Matter of Time (2012) e Mission, do álbum Cube (2005).

 

 

 

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s