Barro se lança em carreira solo com pop plural

BARRO-Credito-LOUISE-VAS

Barro, ou Filipe Barros, nome de batismo, está na labuta há mais de 10 anos. Cantor, compositor e produtor, Barro ficou conhecido por seu trabalho no sexteto pop Bande Dessinée, de Recife. Até que decidiu embarcar em um trabalho solo.

Miocárdio, o disco de estreia, foi lançado em plataformas de streaming em 2016. O disco traz a colaboração e a participação de amigos. Na produção, o músico paulistano Gui Amabis. Também aparecem aqui e ali o baixista Dengue, do Nação Zumbi;  a colombiana Catalina García, do Monsieur Periné; Juçara Marçal, da banda paulistana Metá Metá; e Lisa Moore, da banda canadense Blood and Glass, entre outros.

O resultado é um disco bem cuidado, que mescla elementos acústicos e eletrônicos. Como ele mesmo diz em seu site, Miocárdio sintetiza influências da sua cultura com uma sonoridade pop. Pop este de múltiplas vozes – há versos cantados em inglês, italiano (a linda versão de Vai, com a cantora Serena Altavilla, um dos maiores expoentes da cena indie da Itália), espanhol e francês.

“Eu gosto muito de música pop. Eu vejo como um ambiente rico de criação, que traz uma ideia de arranjos, de composição e de timbragem não como algo descartável, pasteurizado, mas como algo refinado.”  – para o JCOnline

Você ouve Vai (a versão italiana), Volver, com Catalina García, e Nouvelles Vagues, com Juçara Marçal.

 

 

 

 

 

Advertisements

One thought on “Barro se lança em carreira solo com pop plural

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s