Les Amazones d’Afrique: o supergrupo de mulheres engajadas nas causas femininas

Les-Amazones-AFRIQUE

Em 2015, Mariam Doumbia (do famoso dueto Amadou & Mariam) resolveu se juntar a Oumou Sangaré, Mamani Keïta, cantoras do Mali quase tão famosas quanto Mariam, e formar um supergrupo de mulheres cujo objetivo era usar a música para levantar a bandeira da igualdade de gênero e lutar contra a violência contra a mulher. A música, acreditam elas, pode ser uma arma com o desempoderamento crônico vivido pelas africanas.

Assim nascia o Les Amazones d’Afrique, coletivo formado por 12 cantoras, entre elas a própria Miriam, Angélique Kidjo (ganhadora de 3 Grammy na categoria World Music) e a cantora nigeriana Nneka e 
Mouneïssa Tandina, uma das raras bateristas do Mali.

“Estamos cansadas de ver mulheres sofrerem por causa da violência. Queremos dar um fim nisso.” – Pamela Badjogo

O nome do coletivo é um tributo às amazonas Dahomey (ou N’Nommiton, palavra que na língua fon significa “nossas mães”), grupo de mulheres militares que ajudaram a proteger as fronteiras do reino de Dahomey (hoje chamado de República do Benin). É também uma homenagem ao primeiro grupo de música pop da Guiné: As amazonas da Guiné.

Republique Amazone, álbum de estreia, foi lançado em março de 2017. As músicas, cantadas em inglês, francês e mandinga, têm letras que, claro, falam de opressão e empoderamento feminino, mas também falam de amor.

“O álbum é uma carta de amor aos homens. O que estamos dizendo é: precisamos de vocês.” – Inna Modja, cantora do Mali, para a revista francesa Le Point Afrique.

 

Entre as canções do disco, uma se destaca: I Play the Kora (também nome do primeiro single). O kora, uma espécie de harpa africana, funciona como metáfora, pois tocar o instrumento era uma atividade negada às mulheres até recentemente. A canção é um manifesto. Diz um trecho da letra:

“Mulheres, acordem. Saibam que uma mulher hoje preside a Libéria.”

 

 

Advertisements

One thought on “Les Amazones d’Afrique: o supergrupo de mulheres engajadas nas causas femininas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s