Eefje De Visser: voz do pop que vem da Holanda

Eefje-De-Visser-Studio-Rios-Zertuche-3

Provavelmente você deve pensar que o holandês não é exatamente uma língua, digamos, adequada para o pop (é um pouco “dura”, admitamos). Mas, com um jeito único de cantar, Eefje de Visser fez com que o pop e o holandês andassem muito bem juntos. Tão bem que a crítica não para de tecer elogios a ela.

O primeiro álbum de Eefje, De Koek (2011), veio dois anos depois de ela levar o prêmio de melhor cantora-compositora no Grand Prix of the Netherlands. O segundo. Het is (It is, em inglês), chegou em 2013, tendo sido considerado profundo e íntimo pela imprensa especializada. Em 2016, a cantora lançou Nachtlicht (Night Light, na tradução para o inglês), (talvez o seu melhor trabalho), rotulado como um dos melhores discos pop holandeses do ano. Ao contrário dos anteriores, o álbum foi gestado em Barcelona e Ghent (na Bélgica, cidade em que ela tem um enorme público cativo), ganhou sintetizadores e um arranjo mais pesado e em alguns momentos inspirado no trip-hop.

Naast me é do álbum de estreia, De Koek. Ongeveer está no disco Het is. Finalmente, Scheef está em Nachtlicht.

 

 

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s