Nova e velha geração do reggae gravam disco no “quintal”

inna-de-yard

Você pode achar que eu estou louca, mas a ideia é mais ou menos esta mesmo. O Inna De Yard foi um projeto criado pelo selo Makasound no início dos anos 2000, cujo objetivo era registrar o reggae na sua forma acústica, em toda a simplicidade da orquestração. Levava-se um microfone para o quintal ou a varanda da casa de um músico jamaicano (o quintal preferido era o do guitarrista Earl Chinna Smith), alguns instrumentos de percussão, um grupinho para fazer uma segunda voz ou coral, um violão e só. O importante era a comunhão daquela energia coletiva.

A série de álbuns, que reuniu gente do naipe de The Viceroys, Ken Boothe, Junior Murvin e Winston Mcanuff, durou até 2008, e a Makasound, até 2011. Nove anos depois, o projeto é revivido, agora pelo selo francês Chapter Two. Fizeram parte desse novo encontro muitos dos que participaram do projeto original, além de artistas da nova geração do reggae jamaicano, entre eles Var e Derajah. O resultado é o álbum Soul of Jamaica, lançado em março de 2017. O projeto também resultou em um minidocumentário.

 

 

 

Eis o doc, que foi dividido em três partes. Belíssimo projeto!

 

 

 

Advertisements

One thought on “Nova e velha geração do reggae gravam disco no “quintal”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s