Tiganá Santana: o brasileiro que canta em língua africana

Tigana-Santana

Tiganá Santana é um sujeito único. Baiano, estudou filosofia (a mãe sonhava para ele a carreira de diplomata) para depois abandoná-la em prol da música. Desde cedo tocava (violão) e compunha, boa parte das vezes em idiomas estrangeiros. A facilidade com as línguas e o candomblé (religião que ele segue) o conduziram naturalmente à África. Tiganá foi o primeiro compositor brasileiro a gravar em línguas africanas.

Tempo & Magma, o terceiro e seu mais recente disco, conta com composições autorais gravadas não apenas em português, mas em kikongo, kibundo, wolof e mandinka. O álbum foi gravado no Senegal e tem, entre os colaboradores, instrumentistas do país, da Guiné e do Mali, além de Céu e de Mãe Stella de Oxossi. Escutar o trabalho de Tiganá, cuja voz é de uma delicadeza e expressividade incríveis, é mergulhar nas raízes e na cultura afro-brasileira.

 

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s